Brasão Tupi

Tupi Football Club
"(…)E vive a glória dos imortais"

Torcidas

Torcida: o maior patrimônio do Tupi

Arquivo portal Toque de Bola – Direitos reservados

Arquivo portal Toque de Bola – Direitos reservados

O que confirma a popularidade do Tupi é a sua torcida, conquistada ao longo do tempo. Mesmo que em baixa escala, considerando que Juiz de Fora possui 550.710 mil habitantes e o clube leva em média 1300 torcedores ao estádio, o time veio ganhando adeptos. No caso do Tupi, ao longo dos anos, teve diversas torcidas organizadas; algumas sumiram com o tempo, outras permanecem atuantes e muitas outras vêm aparecendo sistematicamente, demonstrando a paixão de muitos juizforanos pelo Galo e sua importância para o desporto municipal.

Torcida tibo Carijó

Arquivo portal Toque de Bola – Direitos reservados

O Galo já teve alguns torcedores que marcaram a história do clube, como o excêntrico “Ângela Maria” e Cirene Barbosa dos Reis, conhecidos na década de 80 como torcedores símbolos do alvinegro. As torcidas organizadas mais representativas nos últimos anos são a Tupirados, criada em 1997 no bairro de Santa Terezinha, e a Tribo Carijó, fundada em 2006, e que vem sendo uma das mais participativas nos últimos anos, inclusive viajando para assistir as partidas do Galo fora de Juiz de Fora. Além destas, há a Net Tupi, Fúria Carijó, Máfia Carijó, Galosul, Galo da Hora, Torcida Galo Carijó, Tupimus, Tupinga, Galo do Litoral e Império alvinegro.

Além das torcidas organizadas, surgiu em 2012, através da união de alguns carijós apaixonados, a Associação Amigos do Tupi (AAT), com o objetivo de colaborar com o clube de uma forma diferenciada.

 

Torcidas links